fbpx

Ressignificando o consumo do álcool…

Do declínio a ascensão. Hoje devemos nossa história aos seus ensinamentos.

Malcon Carias, diretor e co-fundados da Carias Drinks revela um pouco da sua história e essência. Que deram motivos para empresa funcionar da maneira que é.

“Desde muito novo, eu era muito amigo do meu pai… eu era aquela criança que queria questionar tudo, item por item…

  • “como que faz isso?”
  • “por que que isso é assim?”

E isso se manteve ao passar dos anos…

Pra mim, meu pai sempre foi uma referência de conhecimento, de uma pessoa muito inteligente. E eu também sempre escutava os outros falarem isso…

Eu vi e acompanhei de perto a ascensão profissional dele. Cargo após cargo, ele conseguiu chegar ao topo da sua profissão sempre baseado no seu valor mais importante, que era a honestidade…

Isso foi me moldando também, foi criando uma referência muito forte em mim, aquela ideia de ser um profissional, uma pessoa honesta…

E no lazer ser extrovertido, ser inteligente, falar de tudo, parecendo até mesmo que tinha a Discovery channel na cabeça…rs

Pra mim… esse era modelo de como ser interessante.

Só que ao longo do tempo, meu pai voltou a beber.

depois de 6 anos sem beber, a frequência foi cada vez mais aumentando

E isso foi trazendo transtornos tanto para ele, quanto para todo mundo.

Enfim… foi um período muito difícil para todos nós

E o meu sentimento naquele momento era de incapacidade…

Eu não conseguia ajudar, por mais que eu fizesse alguma coisa, eu não conseguia uma solução definitiva. E isso me marcava muito, pq a impotência era muito forte…

Eu pensava… “caraca, o que que eu faço?” E eu acho que tem muita gente assim sabe? Que se sente assim…

Meu pai foi da ascensão profissional ao alcoolismo…

Mas ele sempre ensinou a gente também pelos erros dele, mesmo não conseguindo ter o próprio controle, fazia questão de mostrar isso pra gente…

“Olha, vem cá meu filho, você tá vendo isso daqui que eu to fazendo cara? Isso me prejudica demais e eu não quero isso para a vida de vocês, eu não quero esse fracasso para a vida de vocês.”

Isso é muito forte…

Aprender com o fracasso do outro.

Esse é o instinto paterno…

E isso virou parte da nossa filosofia na Carias Drinks, Tudo que eu já fiz, que eu já errei, eu mostro pra nossa equipe e isso tem feito a gente crescer mais! Mais unidos, mais rápido e fortes…

Me lembro também que…

sempre que acontecia alguma coisa errada com meu pai, ele corrigia… Fazia certo e depois ria… sabe?

Não era aquela pessoa que ficava lamentando a vida.

Ele era assim…

Acredito muito que precisamos aprender a diferenciar e dosar as coisas

Beber álcool é diferente de ser alcoólatra, a geração anterior tinha esses apegos a vícios, ao cigarro, a bebida… na maior parte das vezes juntos. E essa geração ela não pode acontecer mais

A gente tem que contar para as novas gerações, que isso não é moderno, que isso não é elegante, que isso não é legal

Quando você está com os seus amigos… Beber é legal… Você ficar louco de bêbado… não, isso não é legal… não tem graça…

E para mim o coquetel resinificara essa relação excessiva com o álcool… O coquetel, ao mesmo tempo que você está bebendo, ele te nutre. É uma relação diferente…

existem coquetéis nutritivos, que tem sucos naturais e uma série de infusões, inclusive xaropes, que no caso é açúcar, é glicose…

o coquetel é algo mais gastronômico para acompanhar momentos legais, o coquetel não está relacionado ao consumo exagerado de álcool e nem é para ser relacionado… essa é a minha visão

Eu acredito que a gente cumpre o papel de transformar a geração do alcoolismo em uma geração gastronômica, uma geração da coquetelaria, aquela que sabe juntar o melhor dos dois mundos, aquela que sabe se divertir sem precisar se exceder, aquela que aproveita bons momento com muito sabor,aquela que compartilha alegria com os amigos.

Isso é aprender com os nossos fracassos…

isso é ressignificar uma história…

Obrigado pai!”